Espetáculo premiado “O Salto” se apresenta em Mucugê dias 03 e 04/06

A encenação é protagonizada pela artista do Vale do Capão, Ninha, que recebeu o troféu de atriz revelação do Braskem de Teatro.

A aramista, performer e atriz Ninha Almeida, mal chegou no Vale do Capão, trazendo na mala o troféu de atriz revelação 28o Braskem de Teatro e já se prepara para colocar o pé na estrada novamente. Ela apresenta nos dias 03 e 04 de junho em Mucugê e nos dias 10 e 11 em Souto Soares, ambas cidades da Chapada Diamantina. Esses são os primeiros espetáculos após a premiação das Artes Cênicas da Bahia que rendeu para a artista muitas entrevistas para jornais, sites, rádios e televisões. As apresentações vão ser do jeito que a artista gosta: em praça pública.

Volto pra casa num estado de poesia latente, por ter meu trabalho reconhecido a nível estadual, um sonho que se tornou realidade. Sigo agora, no fluxo de apresentação em Mucugê e Souto Soares num sentimento de puro pertencimento, de compromisso com a essência chapadeira. Peço a benção aos mais velhos e aos mais novos para chegar. De pé no chão pra pé no chão” diz Ninha.

Essa é a quarta premiação do espetáculo, que além do Braskem, recebeu também no ano passado [“Prêmio Quali Cult” (2021), “FUNARTE – Estímulo ao Circo” (2021) e “Festival de Teatro Solos da Bahia” (2021)].

Sobre o Espetáculo – O Salto é uma encenação autobiográfica livremente inspirada no Vale do Capão, Chapada Diamantina, cenário da infância de Ninha, despertando memórias suas de uma vida simples e rural. A peça usa elementos de outras artes para as composições cênicas, estabelecendo interação com a música, teatro, dança e tendo como técnica circense principal o equilíbrio em arame. Temáticas como empoderamento feminino e a questão dos resíduos (lixo) são abordadas tornando a temática atemporal. Este solo foi criado após a artista ter passado por uma especialização na Escola de circo L’Academie Fratelinni, em Paris, França, financiada pela Secult-Ba através do Edital Mobilidade Artística 2019.

A trilha sonora do espetáculo é composta pelo diretor musical Ari Vinícius, músico residente no Vale do Capão e ainda conta com participações especiais dos músicos Rowney Scott, Ivan Sacerdote, Cassio Nobre, Rodrigo Sestrem, Estevam Dantas, Arian Pinho, Maurício Sprovieri, Tiago Gusmão e Thiago Riedel.

Sobre a artista – Ninha Almeida, nascida e criada no Vale do Capão, foi formada e educada no Circo do Capão. Foi através da arte que a artista encontrou a forma de se mostrar, de se expressar e de abrir para o mundo. “O que me move no picadeiro é o improviso da técnica com uma música aprazível ao meu corpo” explica Ninha.

A performer passou por cursos com artistas conceituados da França como Isabelle Brisset, Agniès, Sacha Doubrovski e Sanja Konsonem. Atualmente, seu orientador é Jean Paul Galinski. Além disso, participou da 3ª Cinvenção de Fio na França, com a conceituada Companhia Le Colporteurs. Na Chapada Diamantina, participou de variados projetos, ganhando atual destaque à frente do espetáculo autobiográfico “O Salto”. Além do picadeiro, Ninha oferece formação continuada de artes circenses para crianças e jovens.

Serviço:

Apresentação: Espetáculo “O Salto”;

Quando e Onde: 3 e 4 de junho em Mucugê; 10 e 11 Souto Soares.

Entrada: aberta ao público.

Classificação: livre

Duração: 34min

Redes Socias: www.instagram.com/osaltoespetaculo

Imagem padrão
Pedro Jatobá
Artigos: 5

Deixar uma resposta