TRABALHO COLABORATIVO ENTRE CONSELHOS DE MUCUGÊ É DESTAQUE EM ENCONTRO DA EDUCAÇÃO

Conselhos de Educação da Bahia se reuniram nesta quinta-feira, 11 de agosto, na Câmara dos Vereadores de Mucugê. Com o apoio da Prefeitura do município e da FLIGÊ – Feira Literária de Mucugê, o Encontro contou com a presença da curadora da FLIGÊ, Ester Figueiredo e do deputado federal Waldenor Pereira. Conduzido pelo Conselho Estadual de Educação da Bahia, o Encontro reuniu Conselhos e Secretarias de Educação e Cultura de diversos municípios para processos de construção e fortalecimento.

A mesa de abertura do período da manhã foi conduzida pelo atual presidente do Conselho Estadual de Educação, Professor Paulo Gabriel Nacif, e foi composta pela Prefeita de Mucugê Ana Medrado; pela Secretária Municipal de Educação de Mucugê, Rosane Chagas; pela Professora Gilvânia Nascimento, atual coordenadora da UNCME (União dos Conselhos Municipais de Educação); pelo Professor Marcos Paraguassu, atual presidente do Conselho de Educação do município; e pela museóloga Luciana Moniz de Aragão, atual presidente do Conselho de Cultura de Mucugê.

A Prefeita e a Secretária de Mucugê deram boas vindas aos presentes, agradeceram a inclusão de Mucugê na caravana do Conselho Itinerante, e enfatizaram a pertinência da realização do Encontro durante a FLIGÊ. Entre outras boas falas, Paulo Nacif falou da criação do Conselho de Educação da Bahia, que remonta o século XIX, e sobre a necessidade da organização e das articulações institucionais para fortalecer a Educação. Já a professora Gilvânia traçou um breve histórico sobre os Conselhos de Educação do Brasil e destacou a importância da colaboração entre os Conselhos Municipais da Bahia.

Representando o Conselho de Cultura de Mucugê, Luciana Moniz falou sobre as aproximações entre Cultura e Educação. “A finalidade da Cultura é também Educação, educação não-formal, a partir das subjetividades. Existe mais afinidade da Cultura com os conceitos e filosofia da Educação, do que com a dinâmica de eventos do Turismo “, disse a conselheira, que ainda destacou a importância do pacto coletivo entre sociedade civil e poder público municipal, que em Mucugê tem funcionado de maneira profícua, independente das tendências político-partidárias das partes.

O presidente do Conselho de Educação de Mucugê, Marcos Paraguassu, reforçou a fala da colega, e deu ênfase à necessidade da institucionalização e dos processos colaborativos para gestão da Educação e da Cultura. As colaborações entre Cultura e Educação, e entre Sociedade Civil e Poder Público demonstram a seriedade com a qual tem sido construída a Cultura do município.

No período da tarde foi o momento de trabalho entre as Secretarias e Conselhos Municipais de Educação presentes, sendo um dos destaques as falas da manhã sobre como podem ser proveitosas as colaborações entre Educação e Cultura.

Entre os agentes culturais que se encontram na cidade, estão o Diretor de Cultura de Barra da Estiva, Rodrigo Barreto, e o Presidente do Conselho de Cultura de Wagner, Tarcísio Lima, que já estabeleceram canais de comunicação com o Conselho de Cultura de Mucugê para troca de experiências e futuras parcerias intermunicipais.

Imagem padrão
Luciana Moniz
Artigos: 7

Um comentário

  1. Excelente iniciativa para os gestores e conselheiros municipais de Educação e Cultura, a interação destas políticas públicas são fundamentais para o fortalecimento interinstitucional da arte e do fazer cultural

Deixar uma resposta